Publicidade

Gilson Soares

Raimundinho Mineiro critica qualidade de obras municipais e comenta a derrubada da "santa"

Publicada em 04/09/2013 às 09h54 Atualizada em 04/09/2013 - 09h59


O vereador Raimundinho Mineiro (PSB) usou a tribuna na sessão de ontem, 03/09, na Câmara de Castelo do Piauí, e falou sobre a conclusão da obra de pavimentação poliédrica do final da Av. Antonino Freire, que dá acesso à Rua 7 de Setembro, no contorno rodoviário. Disse que o calçamento ainda não foi entregue ao município e que pela qualidade do serviço, o investimento será “dinheiro jogado fora”.
Imagem: PortalCDP(Imagem:CDP | Anderson Lima)Vereador Raimundinho Mineiro (PSB)
Segundo o vereador, a empresa responsável, que é a mesma que fez o posto de saúde da Cohab, deverá fazer uma manutenção minuciosa no calçamento, pois em diversos trechos já se encontram “crateras de até vinte centímetros”. Ainda segundo o edil, nenhum fiscal da prefeitura fez a fiscalização da obra até aquela data.

Dirigindo-se ao prefeito Dr. Zé Maia, falou que este está mal assessorado, pois dois dos seus assessores moram em Teresina e um terceiro não saberia fazer um relatório, mesmo que esse tivesse apenas duas linhas.

Fazendo alusão a questionamentos feitos em outra oportunidade pelo Vereador Júnior do Zezé (PTB), Mineiro disse que a reforma realizada pela Secretaria Estadual de Educação no prédio da Uapi, onde anteriormente funcionava a Unidade Escolar Prof. Pires Gayoso, foi muito bem feita, ao contrário do que aconteceu na reforma realizada pelo mesmo órgão estadual na Unidade Escolar Francisco Sales Martins.

Falou que o vereador Júnior do Zezé faltou com a verdade ao dizer que não conseguiu informações sobre linhas de transporte escolar solicitadas na legislatura passada. O vereador disse que só falar não adianta, mas que seu colega deveria ter denunciado as supostas irregularidades que citou.

O peessebista comentou sobre a derrubada do ícone católico que se encontrava na entrada da cidade, anterior à construção do portal de entrada (Matéria Relacionada). Criticou a justificativa do prefeito quando este disse que faltou comunicação entre o Executivo e o Secretário de Obras. Questionou ao prefeito de onde será tirado o dinheiro para reconstruir o mosaico com a imagem sacra, pois segundo o vereador, quando alguém pede ajuda à prefeitura o chefe do executivo alega falta de recursos, pois tal gasto não estaria no orçamento. O vereador quis saber como o prefeito justificará o gasto com cultura religiosa uma vez que o país é laico, ou seja, não tem religião oficial.

Concluindo, o vereador afirmou que soube que a Praça Francisco Cardoso passará por uma reforma em as lajes de quartzito que pavimentam o logradouro terão suas faces alternadas. Falou então que enquanto muitos bairros precisam de praças, a prefeitura gasta dinheiro público desfazendo e refazendo praças que já estão prontas.

Edição: Anderson Lima

Fonte: Da Redação

Spasat Big PUBLICIDADE



O que achou desta notícia?

Comentário
Escreva aqui seu comentário

De onde você é?

Escolha um Estado
Escolha sua Cidade

Quem é você?

Informe o seu Nome
Informe o seu E-mail!

 


Comentários (0)

  • Não há comentários nesta notícia
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE Focus Gráfica Rápida
PUBLICIDADE Mercadinho São João
PUBLICIDADE Festa CDP 06 anos Fixo